Mesmo descansando a quantidade de horas indicada ainda sente que dormiu pouco? Além disso, no decorrer do dia continua cansado? Essa fadiga persistente pode indicar alguns problemas. Veja quais são as causas do cansaço extremo.

Entenda as causas e sintomas dessa dificuldade. Veja também os fatores de risco para essa condição.

Quais são os sintomas de cansaço extremo?

Passar um dia desanimado não é algo incomum, porém quando esse quadro é repetido por vários dias, está na hora de prestar mais atenção a ele. Os sintomas que acompanham a sensação de cansaço, geralmente são:

  • Sonolência diurna;
  • Fraqueza muscular;
  • Falta de ar;
  • Baixa motivação;
  • Intolerância à atividade física.

Ao percebe algum desses sinais, o mais indicado é procurar orientação médica. O clínico geral pode investigar a motivação dessa dificuldade com exames físicos. Em alguns casos, o especialista pode prescrever uma avaliação com o psicólogo.

Quais são os fatores de risco para o cansaço excessivo?

A sensação de estar cansado além do normal pode ter relação com estilo de vida, além de características físicas e psíquicas. Por isso, alguns pontos na rotina de uma pessoa podem estar contribuindo para o cansaço excessivo, como:

  • Trabalho em exagero;
  • Má alimentação;
  • Dormir tarde;
  • Desidratação;
  • Falta de vitaminas;
  • Infecções;
  • Gravidez.

Observando os fatores de risco é possível entende como aliviar a sensação de esgotamento. Para isso, pode-se ter uma alimentação rica em verduras, legumes e frutas, além de manter o corpo hidratado ao beber, pelo menos, 2 litros de água por dia.

Além disso, uma boa dica é praticar atividades físicas, de leve a moderadas, por 3 vezes na semana. Outro fator importante é dormir bem respeitando o tempo ideal para cada organismo. Em geral, os adultos precisa de 7 a 8 horas de sono.

Quais são as causas do cansaço extremo?

Não é apenas o estilo de vida ou condições como a gestação que podem causar o cansaço. Veja quais são os principais motivos que causam essa sensação indesejada em seus dias.

Depressão

A depressão é responsável pelo desânimo e falta de vontade de praticar atividades que sempre foram agradáveis. Por isso, esse problema emocional acaba fazendo a pessoa sentir que está muito cansada, mesmo sem fazer esforços físicos.

Anemia

Com a diminuição da hemoglobina na corrente sanguínea, a anemia acaba ocasionando o cansaço. Isso acontece porque essa substância carrega o oxigênio para casa célula, logo, sem oxigenação suficiente, o corpo fica esgotado.

Estresse

Com o aumento do cortisol e da noradrenalina provocados pelo estresse é impossível descansar. Assim, com o cérebro em alerta, o corpo não descansa e no dia seguinte está desgastado.

Apneia do sono

O esforço para conseguir manter a respiração regular à noite prejudica o descanso. Com isso, o sono fica fragmentado e não ajuda para a recuperação das energias.

Ansiedade

A ansiedade deixa a mente sempre em atividade. Isso faz com que as ondas elétricas permaneçam aceleradas. Dessa forma, o sono não consegue reparar o organismo.

Insuficiência cardíaca

Com a quantidade insuficiente de sangue sendo bombeada para o coração, é muito mais complicado oxigenar e nutrir todas as células. Sem energia para o corpo a consequência é a sensação de esgotamento.

Insônia

Dormir pouco não permite a reparação das funções orgânica. Por isso, a insônia é um dos principais motivos que deixam uma pessoa cansada em excesso.

Ao saber quais são as causas do cansaço extremo, é possível entender quais fatores estão gerando o problema. Por isso, aos primeiros sinais, busque a orientação médica para que essa dificuldade não persista.

Uma das formas para ter um sono reparador é apostar na suplementação. Conheça mais sobre os suplementos naturais no site oficial de Triptopax.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *